A transformação digital nos supermercados

“Se o cliente é digital, as empresas não podem ser analógicas!”


Certamente você já deve ter ouvido a expressão “transformação digital”, esse termo tem ganhado importância pelas empresas de todos os segmentos ao redor do mundo. 


A maioria das pessoas acredita que a transformação digital é um conceito que impactará no futuro das organizações, entretanto, é preciso entender exatamente o que significa essa transformação, qual o seu impacto na sociedade e como aplicá-la nos processos de negócio hoje.


Segundo a Rock Content, um dos maiores blogs de conteúdos digitais do Brasil, a transformação digital é um processo no qual as empresas fazem uso da tecnologia para melhorar o desempenho, aumentar o alcance e garantir resultados melhores. É uma mudança estrutural nas organizações, dando um papel essencial para a tecnologia.


Ou seja, a transformação digital vai muito além de uma forte presença nas redes sociais ou possuir um site, trata-se de uma mudança estrutural, onde coloca-se a tecnologia no cerne da empresa e não apenas de forma superficial. 


Os supermercados, assim como os demais segmentos também devem se adaptar a essa novo contexto, entendendo que a transformação digital é de responsabilidade de toda a organização e não apenas da área de T.I ou Marketing e que vai muito além de pequenas iniciativas digitais, e o mais importante, que a transformação digital é um assunto para o hoje.


Os problemas mais comumente encontrados que dificulta a transformação digital dos supermercados são os seguintes: 


  1. Falta de Iniciativa


Para iniciar a transformação digital de forma completa é necessário o engajamento e a participação dos diretores, além de estimular pequenas iniciativas por parte dos colaboradores é importante que a seja uma iniciativa das lideranças.


  1. Dificuldades técnicas

Encontrar profissionais qualificados e preparados para atuarem nessa transformação é um impasse enfrentado pela maioria dos supermercados, para solucionar esse problema é necessário buscar os melhores profissionais e investir no treinamento e qualificação constantes para quem já trabalha na empresa.


  1. Reputação e segurança

Outro problema sério é o temor que muitos executivos e gestores têm com respeito à reputação de suas empresas, e a possíveis brechas de segurança com a adoção de estratégias digitais mais robustas.

O risco de “manchar” a imagem de grandes supermercados é um dos riscos a ser enfrentado, e todo diretor irá considerar essa possibilidade.


  1. Garantia de retorno


Quando falamos de transformação digital é difícil calcular o retorno imediato gerado pelo projeto, visto que é algo que irá impactar a longo prazo e está ligado a sobrevivência do supermercado. Se trata de uma adaptação para manter as empresas vivas por muito mais tempo, então esse não deve ser um motivo para deixar de experimentar.


  1. Cultura do supermercado

Esse é sem sombra de dúvidas o problema mais difícil de resolver e também um dos mais importantes, a cultura do supermercado deve permitir, entre outros aspectos, resiliência e dinamicidade para que o projeto não seja interrompido em sua implantação ou que seja mal realizado.



Lembre-se sempre, o processo de transformação digital é algo contínuo, sendo um projeto que nunca irá parar, visto que os hábitos dos clientes e as tecnologias estão em constantes mudanças. 


Procure atualizar-se diariamente e lidere a mudança, a transformação digital é um conceito complexo, que precisa partir do topo e se espalhar por todas as decisões estratégicas e processos do supermercado. 


Lembre-se: a transformação digital não se diz respeito, basicamente, a tecnologia, mas sim a estratégia. Então, mãos à obra!